SP anuncia R$ 5,7 milhões em mobilidade urbana para marginais

Serão beneficiadas 45 mil pessoas com as novas obras de mobilidade urbana na marginal Pinheiros, na cidade de São Paulo. O Governo do Estado investirá R$ 5,7 milhões para a construção de uma nova ciclovia na Zona Sul e a execução de projetos executivos de implantação de uma ciclopassarela ligando o Parque Villa-Lobos à Cidade Universitária e requalificação das marginais Tietê-Pinheiros.

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta terça-feira, 26, decreto que liberou recursos à EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia Elétrica). A empresa pública será a responsável pela execução dos projetos.

A nova ciclovia custará R$ 1,7 milhão.  O empreendimento começa na entrada do Projeto Pomar e vai até a ponte do Socorro, interligando a estação Santo Amaro do Metrô.

O decreto libera também R$ 4 milhões para a execução dos projetos de implantação da ciclopassarela, que ligará o Parque Villa-Lobos à Cidade Universitária (Campus da USP). A verba será utilizada também na elaboração de estudos e projetos para requalificação urbana e social das marginais do sistema Tietê-Pinheiros.

Geraldo Alckmin destacou a importância da obra. “É a primeira do lado esquerdo da marginal Pinheiros. São dois projetos importantes para a mobilidade urbana da capital. Ligaremos os dois lados da marginal com o tempo, por meio do transporte de trilhos e de ciclovias”, afirmou.

O secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas, comemorou as iniciativas. “São obras que contribuem para a redução de veículos automotores na região. Interligam dois modais urbanos sustentáveis, o transporte sobre trilhos e a bicicleta. Facilita o tráfego na Região Metropolitana e reduz a emissão de CO² na atmosfera”, afirmou.

Ciclovia

A nova ciclovia terá 2,8 km e passa pela ponte móvel da Bayer, interligando o Projeto Pomar, a Estação Santo Amaro e o bairro do Socorro. A previsão inicial é de que beneficie mais de 15 mil pessoas.

Ponte móvel da Bayer

A assinatura do decreto aconteceu durante a visita à obra da ponte móvel exclusiva para pedestres e ciclistas, que ligará a estação Santo Amaro ao bairro do Socorro, na zona sul. A obra, parceria da EMAE e Bayer Brasil, irá contribuir para a implantação da ciclovia.

Com custos de R$ 5 milhões, a ponte móvel no canal da Guarapiranga foi desenhada pelo arquiteto Ricardo Loeb e será integralmente custeada pela multinacional alemã. “Este é um grande projeto em benefício dos cidadãos de São Paulo, em especial aos moradores no bairro do Socorro”, exaltou o presidente da Bayer Brasil, Theon van der Loo.

A parceria nasceu na Secretaria de Estado do Meio Ambiente – SMA, por meio do Projeto Pomar. Envolvia, além da ciclopassarela, a manutenção de 20 mil pinus em frente à sede da empresa e a adoção de um trecho do Projeto.

Ciclopassarela

A obra da passarela que ligará a Cidade Universitária, às margens do rio Pinheiros e ao Parque Villa-Lobos, faz parte do Plano de Requalificação Urbana e Social das marginais do Sistema Tietê-Pinheiros.

Com via de circulação para pedestres e ciclistas separadamente, deverá ter aproximadamente 500 metros de extensão e terá dois mirantes. A estimativa é que ela fique pronta no início de 2014 e receberá 30 mil pessoas por dia. “Cai os muros da USP. Abre a USP para a cidade. Uma importante obra urbanística, ambiental e social”, concluiu o governador.

Via Secretaria do Meio Ambiente

Deixe seu comentário: