IPEC – Instituto de permacultura e ecovilas do cerrado

O IPEC (Instituto de Permacultura e Ecovilas do Cerrado) é uma organização não-governamental sem fins lucrativos que tem seu escritório no Ecocentro, localizado na cidade de Pirenópolis, Goiás. O IPEC foi fundado em 1998 com a finalidade de estabelecer soluções apropriadas para problemas na sociedade, promover a viabilidade de uma cultura sustentável, criar experiências educativas e disseminar modelos de desenvolvimento ecológicos no cerrado e no Brasil.

Neste contexto, o Permacultor André Soares e a pedagoga e escritora Lucy Legan ministraram cursos de Permacultura em todas as regiões do país e no exterior, capacitando diversos permacultores para a evolução de uma proposta de mudança.  Em 1999 eles iniciaram a construção de um espaço para demonstrar a viabilidade dos princípios da Permacultura e da Bioconstrução, o Ecocentro.

Atualmente, o Ecocentro é a referência em Permacultura e Bioconstrução para brasileiros e estrangeiros que querem aprender sobre a vida sustentável. Com a missão de promover valores verdadeiros e proporcionar experiências educativas práticas, o Ecocentro IPEC vem implementando uma  infraestrutura para uma escola de estudos sustentáveis e desenvolvendo tecnologias e soluções apropriadas para a realidade atual.

Essa parceria tem colaborado fortemente para a construção de uma nova ordem local e mundial através da permacultura,  prestando serviços comunitários para população da zona rural no Cerrado Brasileiro e em outras regiões do Brasil e cooperando internacionalmente com organizações na África, Ásia, Europa e nas Américas.

Em 13 anos foram criadas estratégias de habitação ecológica, saneamento responsável, energia renovável, alimentação saudável, cuidado com a água e processos de educação para a sustentabilidade de forma vivenciada. Tudo isto no Ecocentro, um espaço físico que proporciona uma imersão na cultura sustentável para os alunos dos diversos programas oferecidos, desde o curso padrão de Permacultura Design e Consultoria (PDC) até as oficinas específicas que transmitem as soluções desenvolvidas em cada área.

As soluções estabelecidas até então no Ecocentro através do Ipec, determinam o  “DNA” do lugar, apresentam inovações também com a colaboração e o esforço voluntário de muitos jovens e profissionais, que passaram e passam pelo Ecocentro com o objetivo de aprender, de se inteirar e transformar suas realidades, levando “daqui práli” um conhecimento que possibilita a vida mais harmônica com o próximo e com a natureza.

A partir de 2013 uma terceira entidade começa a sair do pensamento visionário e ocupar o mesmo espaço, a Ecovila Guabaré.

A Ecovila Guabaré é o ponto culminante da visão original de André e Lucy. Um local onde as pessoas convivem em harmonia entre si e com a natureza. Diz André Soares que ” a segurança de território é essencial para desenvolver uma economia local baseada na Permacultura, por isto estamos oferecendo a oportunidade para algumas pessoas desenvolverem um novo conceito de propriedade com responsabilidade.”

A proposta inicial era vista como uma utopia, e nas palavras de seus fundadores, “ainda estamos construindo a utopia, cada dia mais perto. Esta utopia também cresce com a gente, pois a cada dia podemos ver que um grupo de pessoas comprometidas sempre será a força que construirá o mundo melhor.”

O Ecocentro IPEC oferece diversos cursos, entre eles destacamos os seguintes:

  • Agrofloresta:

Cujos objetivos são apresentar os princípios e estratégias de planejamento e construção de agroflorestas, capacitar os participantes nas técnicas de produção de alimento orgânico em consórcios florestais e apresentar as oportunidades para restauração e recuperação de áreas degradadas.

  • Permacultura e Design Sustentável:

O curso explica detalhadamente todos os conceitos, éticas, princípios e métodos da Permacultura e as suas devidas aplicações nas mais variadas áreas do conhecimento. Algumas pessoas usam o conhecimento adquirido no trabalho, criando ambientes mais eficientes e ecológicos, outras usam em toda a sua vida, desde a organização do lar até nas decisões sobre investimento de recursos e trabalho. Com o objetivo de formar novos permacultores, o PDC oferece uma didática diferenciada do sistema convencional, onde todos os ideais aprendidos estão conectados uns com os outros tendo assim um entendimento aprofundado do que é a metodologia permacultural e os seus complementos.

  • Bioconstruindo:

O objetivo desse curso é capacitar as pessoas para a construção de habitações saudáveis, de baixo custo e com impacto positivo no meio ambiente.

Hoje o IPEC divide o curso Bioconstruindo em vários módulos (4 dias de duração cada módulo):

Bioconstruindo Terra– Voltado para as técnicas e arquitetura de terra. Um resgate prático das técnicas tradicionais com as inovações tecnológicas da construção moderna.

Bioconstruindo Ecovilas – Treinamento para o Design de Condomínios sustentáveis.

Bioconstruindo Cidade – Tecnologias e inovações sustentáveis para qualidade de vida nas cidades.

Bioconstruindo Energia – Geração de Energia Renovável.

Gostou? Se quiser saber mais sobre o IPEC acesse www.ecocentro.org. Ou se preferir pode acompanhar as atualizações do ecocentro através da fanpage em www.facebook.com/ecocentroipec.

Redação Ecoeficientes

Deixe seu comentário: