‘Casa microbiana’ transforma resíduos em energia

A ‘casa microbiana’, é um projeto de casa conceito da Philips Design que adota uma abordagem sistêmica da atividade doméstica, que liga todas as máquinas de uma residência a um sistema cíclico de entrada e saída que minimiza o desperdício.

Os designers responsáveis pelo projeto dizem enxergar a casa como uma máquina biológica para filtrar, processar e reciclar o que se convencionou pensar como resíduos. Além dos ganhos em ecoeficiência, o resultado estético desta visão sistêmica pode ser melhor compreendido nas imagens da galeria.

Sobre o funcionamento prático da “casa microbiana” vale pensar cada funcionalidade descrita como parte de um grande e integrado organismo. O centro de todo o sistema  é a ilha “biometano digestor ”, que gera energia para uso na cozinha e aquecimento. O “bio-digestor” é uma ilha de cozinha que inclui uma superfície de corte com moinho de resíduos e fogão a gás. No dispositivo, o “bio-gás” é produzido através de geradores de gás produzidos pelas culturas de bactérias que vivem de resíduos orgânicos.

As “bactérias de gás” são recolhidas e queimadas, para uso no meio incorporado na faixa de cozimento e luzes. A energia também é enviada para aquecer tubos de água ou outros componentes da “casa microbiana”. Este arranjo,  chamado também de digestor de metano, tem sido utilizado em várias configurações durante séculos.

O cubo de bio-digestor  conta ainda com um tanque de vidro, que mostra as reservas de energia, e elementos de vidro que mostram pressão, volume e prontidão das lamas compostas. Materiais utilizados no projeto são cobre, ferro fundido, vidro e bambu.

Na casa do futuro, teremos que repensar nossos próprios resíduos e convertê-lo em um bem utilizável. Este é um conceito de produto ambientalmente progressivo, que permite que os seres humanos usem quase todos os resíduos orgânicos da casa para poder criar uma gama de funções na mesma. Ele desafia tabus e eleva a nossa consciência em relação aos aparelhos cotidianos que consomem energia.

A ‘casa microbiana’ esteve em exposição na galeria Piet Hein eek durante a Design Week 2011, em Eindhoven, Holanda e continua chamando a atenção de interessados em ecoeficiência, arquitetura e design sustentáveis.

 

Rafael Loschiavo

Redação Ecoeficientes

Composteira Doméstica

 

 

Deixe seu comentário: