Bosco Verticale

 

O condomínio Bosco Verticale, localizado próximo ao centro histórico de Milão, no norte da Itália, venceu o International Highrise Award considerado o prêmio Nobel da arquitetura dedicada aos arranha-céus.

O design de suas duas torres, uma com 80 e outra com 112 metros de altura, assemelha-se a gigantes troncos de árvores. Os apartamentos surgem como “raízes” para os ramos e os galhos, em um projeto que vem sendo elogiado por proporcionar uma espécie  de simbiose entre o homem e a natureza em meio as metrópoles.

Existem árvores verdadeiras, regadas por uma central computadorizada, variando de 3 à 9 metros de altura. Essa cortina verde proporciona a redução de 2 a 3 graus centígrados durante o verão, o que significa economia de energia. Durante o inverno, quando as folhas caem, o bosque vertical recebe maior quantidade de luz.

“O projeto é uma casa de árvores onde moram os humanosª, disse o arquiteto Stefano Boeri para a BBC Brasil. A expectative é a de que o condomínio represente uma espécie de abre-alas de uma nova tendência arquitetônica. Ele espera que este tecnologia possa servir de impulso para que as novas construções sejam menos envidraçadas e mais esverdeadas.

 

Ana Clara Zorowich
Redação Ecoeficientes

 

 

banner-growpocket

Deixe seu comentário: