São Francisco aprova lei que incentiva tornar terrenos baldios em hortas urbanas comunitárias

 

No início de Setembro, São Francisco implantou uma nova lei que visa tornar os terrenos baldios existentes na cidade em terrenos sustentáveis. A legislação reduz os impostos dos proprietários, desde que, esse espaço seja destinado para a construção de hortas urbanas comunitárias por um período mínimo de cinco anos.

A cidade é a primeira dos Estados Unidos a oferecer incentivos fiscais para promover a agricultura urbana. Permetindo assim, que os terrenos vazios tenham um uso produtivo que beneficie os moradores até os donos decidirem que destino darão a eles.

A lei, que foi aprovada em 2013 e entrou em vigor em 8 de Setembro de 2014, foi aplaudida por aqueles que promovem essas práticas mas também foi criticada. Alguns acham que São Francisco deve alocar esses espaços para a construção de moradias devido aos preços de aluguel.

No entanto, como apenas lotes vagos que atendam determinados requisitos serão destinados a hortas coletivas, há aqueles dedicados a questões de habitação que apoiam a iniciativa. Como por exemplo, David Sobel, diretor do Housing Development Corporation, uma organização sem fins lucrativos dedicada a encontrar lares para os cidadãos de baixa renda , que disse que essa medida também os beneficia já que garante acesso a espaços verdes e alimentos produzidos neles.

 

Via Plataforma Urbana

Ana Clara Zorowich
Redação Ecoeficientes

 

banner-deck-modular

 

 

 

Deixe seu comentário: