A construção sustentável cuidará do abastecimento das futuras grandes cidades!

O edifício sustentável será a peça mais importante para o funcionamento das cidades do futuro, pois eles possuirão captação de água para reúso interno e externo, hortas urbanas da produzirão sua própria  energia renovável, e seu do próprio oxigênio, melhorando a qualidade do ar da região

Se você acha que nos últimos tempos as coisas estão mudando rápido, preparem-se para as grandes mudanças da nova era da sustentabilidade que ainda estão por vir.

Em 2050 o morador urbano e o ar da cidade estarão em uma relação conturbada por causa do novo contexto emergente. O prédio urbano do futuro promoverá esta qualidade inata, essencialmente, funcionando como um organismo vivo em seu próprio direito de reagir ao ambiente local e interagir com os usuários dentro dele. Serão formados por estruturas modulares e pré-fabricados  movidos e montados por robôs que funcionam perfeitamente em conjunto para instalar, detectar, reparar e atualizar os componentes do sistema de construção.

O novo modelo de edifício terá de tudo: as células a combustível, algas, turbinas eólicas, agricultura e muito mais. O edifício ajuda a otimizar a produção, o armazenamento e o consumo de alimentos, de energia e de água em toda a cidade. Incitada pela preocupação com um dos recursos naturais, que empobrecem a falta de espaço físico e causam mudanças climáticas drásticas, sistemas de produção de alimentos, como espaços verdes, tornam-se elementos integrantes da cidade sustentável e inteligente.

Ao produzir alimentos e energia, e fornecer ar limpo e água, os edifícios serão as mais importantes estruturas de apoio das grandes cidades do amanhã.

Via Rafael Loschiavo

 

 

Placa Fotovoltaica residêncial

Placa Fotovoltaica de 50 Watts e 18 Volts de potência máxima.

Deixe seu comentário: