Copenhague – Capital Verde Européia

 

Desde 2010, a Comissão Européia entrega o titulo de “Capital Verde Européia” as cidades que vem adotando iniciativas sustentáveis. A primeira cidade a receber o prêmio foi Estocolmo, seguida por Hamburgo (2011), Vitoria-Gasteiz (2012) e Nantes (2013).

Esse ano, a Capital Verde Européia é Copenhague, cidade que utiliza da bicicleta como principal meio de transporte, contribuindo para um meio ambiente mais saudável. Foram estabelecidos dois objetivos para o futuro ecológico da cidade. Um deles é que em 2015, 50% da população, estimada em 541 mil habitantes, se locomova de bicicleta. Para isso, foi planejada a construção de um Circuito Verde, onde existirá uma linha de metro e uma super rota de bicicletas que irão compartilhar da mesma infra-estrutura. O segundo objetivo é que a cidade seja neutra em carbono até 2015, ou seja, não emitir carbono. 98% das residências contarão com uma rede de calefação alimentada com energia eólica e biomassa. Além disso, a água será reutilizada e o lixo incinerado, a capital dinamarquesa permite dar um melhor uso a 40% dos resíduos.

A idéia de construir telhados verdes em Copenhague, surgiu como forma de gerenciar as chuvas e águas residuais de forma mais eficiente, já que um dos fatores considerados pelas autoridades, é que ao longo dos próximos 100 anos chova 30% mais do que hoje.

Com base nas iniciativas tomadas, considerou-se que os novos edifícios com um limite igual ou inferior a inclinação de 30%, devem ter obrigatóriamente os telhados verdes. Quando entrou em vigor em 2012, a cidade tinha 40 telhados totalizando 200 mil metros quadrados. Agora, estima-se aumentar 5.000 metros quadrados por ano.

As coberturas são, muitas vezes, um espaço útil não utilizado e sua transformação em espaços verdes cria um habitat adequado para a fauna e a flora. Além de ajudar a reduzir a temperatura do edifício, permitem absorver de 50 a 80% da água da chuva por ano. Esse tipo de jardim aumenta a funcionalidade dos edifícios e acrescenta ao meio ambiente.

 

Ana Clara Zorowich
Redação Ecoeficientes

 

banner-janela-maxim-ar

 

 

 

Deixe seu comentário: