Concreto Biológico

Foi desenvolvido, na Espanha,  uma espécie de concreto biológico que permite a proliferação de micro-organismos, como liquens e musgos, em sua estrutura. O material, criado pelo Grupo de Tecnologia de Estruturas da Universidade Politécnica da Catalunha, é destinado a construção das fachadas de prédios e outros empreendimentos, proporcionando melhor conforto térmico e ajudando a reduzir os níveis de CO2 na atmosfera.

Além do pH, outros fatores que influenciam a proliferação dos micro-organismos no material foram modificados, como sua porosidade e rugosidade. Assim, o concreto biológico surge como um novo conceito de jardim vertical.

O produto já foi patenteado e agora as pesquisas continuam na tentativa de encontrar a melhor forma de acelerar o crescimento dos organismos no concreto. A principal intenção é dar as fachadas um visual atrativo, sustentável e repleto de verde em menos de um ano.

 

Ana Clara Zorowich
Redação Ecoeficientes

 

banner-pelicula-solar

Deixe seu comentário: